Dirigir durante a gravidez: dicas WiCar para sua segurança e do bebê

Com a correria do cotidiano nem sempre é possível evitar dirigir na gravidez mesmo quanto a barriga já está bem avolumada. Quando o primeiro bebê está à caminho surgem algumas dúvidas, principalmente em relação a segurança. Embora muito comum, existem alguns cuidados ao dirigir e algumas dicas que podem ser essenciais no decorrer da gestação.

Gestantes podem dirigir?

Não existe uma regra do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) que determina que mulheres gestantes não possam dirigir. Exceto em casos de contraindicação médica, você pode dirigir praticamente toda a gravidez. Mas é claro que vai demandar mais atenção e cuidado. Entretanto, alguns ginecologistas recomendam que as mulheres dirijam apenas até o início do oitavo mês.

Deve-se evitar dirigir nas semanas finais da gestação, pois a posição do bebê começa a comprimir a bacia, o que causa um certo desconforto e a necessidade de urinar constantemente pode ser um incômodo a mais. Algumas mulheres sentem mal estar, cansaço e sono em maior intensidade na gravidez, se você é uma dessas evite ao máximo pegar no volante, principalmente em distâncias mais longas.

Lembre-se, você está carregando uma vida muito frágil ainda, todo cuidado é pouco.

A WiCar preparou algumas dicas pra você que está grávida, mas ainda precisa dirigir diariamente.

Cinto de segurança:

O uso do cinto pode ser bem desconfortável, mas de maneira alguma ele deve ser dispensável. A dica é posicionar a faixa inferior do cinto por baixo do ventre e a faixa superior por cima do ventre, dessa forma você estará segura e menos desconfortável e caso ocorra alguma desventura o cinto não pressionará o seu útero.

Evite percorrer longas distâncias:

Você já passou várias horas seguidas dentro de um carro e percebeu como isso foi desconfortável? Imagine no caso de uma mulher grávida.

Durante a gravidez o risco de trombose aumenta, por esse motivo, deve se evitar que gestantes fiquem um longo período dentro do carro, tanto como motorista, quanto como passageira.

Em casos de viagens ou períodos de trânsito longos é recomendado fazer pausas em intervalos de 2 a 3 horas, encostar o carro e fazer uma pequena caminhada.

Esteja preparada:

Quem nunca ouviu o ditado que uma mulher prevenida vale por duas? Ele se aplica aqui também. Tenha sempre seu telefone perto de você, em caso de alguma emergência, você conseguirá contatar sua família ou o serviço de emergência com mais rapidez.

Outro conselho valioso é deixar no carro a mala que você preparou para ir a maternidade. Essa é uma dica especialmente para as mulheres que estão no fim da gravidez. O trabalho de parto pode ser repentino, se isso acontecer enquanto você está dirigindo ou dentro do carro, é melhor que você já esteja preparada para ir imediatamente ao hospital.

Cuidado com o estresse:

Todo mundo sabe que o trânsito pode ser bem estressante, principalmente nas cidades maiores. Em especial, no caso das gestantes, isso pode levar a um aumento de pressão arterial e da frequência cardíaca, causar indisposições e até mesmo ocasionar acidentes por causa de distrações. Evite horários de picos e lugares onde o trânsito é mais caótico.

Dirigir no período de gestação não precisa ser um pesadelo, é uma prática muito comum, e não apresenta tantos problemas quando realizada com cautela e atenção.

A WiCar tem ótimas dicas para o transporte do seu bebê. https://bit.ly/2GH0mrR https://bit.ly/2vjkF8k

 

Imagem: Reprodução: THINKSTOCK

WhatsApp Agende Aqui ou tire suas dúvidas